Servidores da CGU impedem entrada do ministro Fabiano Silveira no prédio do órgão

Funcionários públicos fizeram lavagem das escadarias da sede da extinta Controladoria Geral da União, em Brasília Por Redação...

1515 0

Funcionários públicos fizeram lavagem das escadarias da sede da extinta Controladoria Geral da União, em Brasília

Por Redação

Os funcionários da extinta Controladoria Geral da União que foi absorvida pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle, criado por Temer, fizeram uma lavagem nas escadarias do Prédio da CGU. O ato simbólico pede a saída do ministro da pasta, Fabiano Silveira, que foi gravado pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, dando auxílio ao presidente do Senado, Renan Calheiros, para que ele se esquivasse das investigações da operação Lava Jato.

Na época da gravação, em fevereiro deste ano, Silveira ainda era membro da CNJ (Conselho Nacional de Justiça), onde entrou por meio de uma indicação de Temer.

O presidente do Unacom (Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle), Rudinei Marques, disse que a postura do ministro é inaceitável, fazendo ele parte de um órgão que zela pela transparência.

Em nota, Silveira afirmou ter participado de uma reunião informal na casa de Rnan Calheiros e que não possui nenhum tipo de vínculo com Sérgio Machado.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x