Mariana: Tragédia será investigada pela Justiça Federal

Nefi Cordeiro, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), definiu que os crimes relacionados ao rompimento da barragem da mineradora Samarco em Mariana não serão mais investigados somente no âmbito estadual Por Redação...

733 0

Nefi Cordeiro, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), definiu que os crimes relacionados ao rompimento da barragem da mineradora Samarco em Mariana não serão mais investigados somente no âmbito estadual

Por Redação

Após divergências sobre quais varas (estaduais ou federais) deveriam investigar e julgar os crimes ambientais e de homicídio com dolo eventual (quando se admite o risco de matar), referentes ao rompimento da barragem de Mariana (MG) em 5 de novembro de 2015, a deliberação do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, foi confirmada na última quarta-feira (25) e publicada nesta terça-feira (31) , transferindo a investigação para a Vara Federal de Ponte Nova de Minas Gerais.

Os inquéritos que estavam paralisados desde março deste ano terão continuidade e, dessa vez, sob a responsabilidade do Tribunal do Júri Federa. De acordo com  delegado Rodrigo Bustamante, o indiciamento será encaminhado ao MPF (Ministério Público Federal).

O rompimento da barragem no ano passado fez com que 19 pessoas morressem e 35 bilhões de litros de lama com minerais impuros fossem encontrados em minérios, que destruíram o vilarejo de Bento Rodrigues e chegaram ao litoral do Espírito Santo.

Foto: Bruno Bou – Cuca da UNE



No artigo

x