Dilma deve entregar nesta quarta-feira sua defesa do impeachment

Após a entrega da defesa, já na quinta-feira (2), a comissão especial do impeachment deve se reunir para elaborar o cronograma de atividades da pronúncia - fase do processo em que a comissão decide se há ou não legitimidade na denúncia e se o...

1123 0

Após a entrega da defesa, já na quinta-feira (2), a comissão especial do impeachment deve se reunir para elaborar o cronograma de atividades da pronúncia – fase do processo em que a comissão decide se há ou não legitimidade na denúncia e se o caso deverá ir a julgamento final

Por Redação

A presidenta Dilma Rousseff, do PT, afastada do cargo em decorrência da abertura do processo de impeachment pelo Senado, deve entregar nesta quarta-feira (1) seu documento de defesa. Ela irá alegar “vícios de origem” no acolhimento do processo pelo então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB – RJ), e defenderá que não existe crime de responsabilidade na edição dos seis decretos de crédito suplementar e no que ficou conhecido como “pedaladas fiscais”.

Parlamentares que apoiam a presidenta acreditam que o período previsto até julho para conclusão da segunda fase é curto para o andamento dessa etapa, quando a comissão coletará provas, escutará testemunhas, tantos as de acusação quanto as de defesa, e fará as demais investigações necessárias para a elaboração de um relatório sobre a denúncia.

Foto de capa: Agência Brasil



No artigo

x