Plano Nacional de Educação: situação está pior que a de 2015

A audiência pública para avaliar o segundo ano de atuação do PNE aconteceu nesta terça-feira (7) na Câmara dos Deputados. O Plano Nacional prevê o cumprimento de 20 metas até 2024.

380 0

A audiência pública para avaliar o segundo ano de atuação do PNE aconteceu nesta terça-feira (7), na Câmara dos Deputados. O Plano Nacional prevê o cumprimento de 20 metas até 2024

Por Redação

Previsto em lei federal, o Plano Nacional de Educação está em seu segundo ano de atuação. Em 2015, algumas das 14 metas previstas para o ano já estavam bem encaminhadas, sendo que uma delas é a elaboração de planos de educação em nível estadual e municipal. Já em 2016, nenhuma meta avançou.

Objetivos como a inclusão de todas crianças e jovens entre 4 e 17 na escola e a definição do Custo Aluno-Qualidade Inicial (CAQi) estão entre os previstos para conclusão no próximo dia 24, entretanto, atualmente 2,8 milhões de crianças estão fora da escola e as contas do CAQi, que englobam infraestrutura e materiais, por exemplo, não tiveram valores fixados.

Para o Conselho Nacional de Secretários de Educação, os prazos para cumprimento das metas eram difíceis de cumprir, uma vez que muitos dos projetos dependiam da meta 20, que prevê financiamento para educação mais preciso e assertivo. O Ministério da Educação pretende rever programas de educação básica com o objetivo de aumentar o repasse.

*Com informações de Agência Brasil



No artigo

x