Perícia aponta que policiais alteraram cena da morte do menino Italo

Os policiais militares que participaram da ação reviraram o carro e retiraram a arma que supostamente estaria com o garoto.

1168 0

Os policiais militares que participaram da ação reviraram o carro e retiraram a arma que supostamente estaria com o garoto

Por Redação

As investigações do caso de Italo, menino de dez morto pela PM de São Paulo, no último dia 2, apontam que os policias envolvidos no caso alteraram a cena do crime.

Os exames periciais demonstraram que haviam traços de pólvora e chumbo nos dedos da criança, porém, a perícia foi dificultada pelo corpo do garoto ter sido retirado do lugar. Para os peritos, existe a possibilidade de o menino ter sido morto quando tentava sair do carro.

Apesar do chumbo e da pólvora encontrado nas mãos, Italo usava luvas que não possuem os mesmos vestígios. A Polícia Civil considerou os laudos inconclusivos e novos exames foram pedidos. Os resultados devem sair em torno de um mês.

Para o Departamento de Homícidios e Proteção à Pessoa (DHPP), os policiais não deveriam ter mexido na cena do crime. Já a Secretaria de Segurança Pública afirmou que a cena foi alterada pela necessidade de uma “revista minuciosa”, além da presença de outro garoto que estava no veículo e em função dos profissionais de saúde que prestaram socorro ao menino.

Imagem de capa: Reprodução YouTube



No artigo

x