Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo, é palco de ataque homofóbico

Dois frequentadores do Centro de Tradições Nordestinas afirmaram terem sido agredidos devido à sua orientação sexual.

2015 0

Dois frequentadores do local afirmaram terem sido agredidos devido à sua orientação sexual; “Ladrão e gay tem mesmo é que morrer”, teria dito o segurança agressor

Por Redação* 

O Centro de Tradições Nordestinas (CTN) é conhecido como um lugar de festas em São Paulo, porém na noite do último sábado (11), após um show da cantora baiana, Ivete Sangalo, um casal foi agredido pelos seguranças do local em um episódio de suposta motivação homofóbica.

Tudo começou quando Caio Tomaz da Rocha e seu namorado foram acusados de roubar uma jaqueta. Nesse momento, apareceram dois seguranças e começaram a agredir os dois rapazes.

Eles foram levados para fora do CTN, onde continuaram a ser agredidos. Segundo pessoas que acompanhavam o casal, havia uma viatura da PM que não prestou ajuda diante da violência.

Segundo Caio, enquanto os seguranças batiam nele e em seu namorado, eles falavam “ladrão e gay tem mesmo é que morrer”. Ele já abriu um boletim de ocorrência. O CTN afirmou que não recebeu nenhuma notificação oficial sobre o caso e que repudia qualquer tipo de descriminação.

Foto: Divulgação

*Com informações do G1



No artigo

x