Presidente dos Correios se junta ao time dos investigados do governo Temer

Na distribuição de cargos para ter base no Congresso, Temer entregou o Correios ao PSD de Gilberto Kassab

1839 0

Guilherme Campos Júnior, nomeado por Michel Temer na última quinta-feira (9), é acusado de ter falsificado assinaturas durante a criação do PSD, em 2011

Por Redação

O novo presidente dos Correios, Guilherme Campos Júnior, é investigado pela Polícia Federal pela suspeita de ter falsificado assinaturas na criação do PSD, partido presidido pelo também ministro da Comunicação Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab. Campos foi nomeado na última quinta-feira (9) pelo presidente em exercício Michel Temer. A investigação da PF corre em segredo de Justiça.

Além de Guilherme Campos Júnior há outros vários investigados no governo interino de Michel Temer, como o secretário de governo Geddel Vieira Lima (PMDB), na mira da Lava Jato; o ministro de Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, acusado de desviar recursos da merenda escolar em Alagoas; o ministro das Relações Exteriores, José Serra, alvo de um inquérito do MPF que questiona a ajuda financeira a bancos durante a gestão FHC; e o ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves, acusado de receber propina no esquema da Lava Jato.

Com informações do site Brasil 247
Foto de capa: Lula Marques/Agência PT



No artigo

x