Pai de atirador rechaça motivações religiosas e diz que “só cabe a Deus julgar os homossexuais”

Seddique Matten, pai de Omar Matteen, publicou um vídeo em seu Facebook lamentando o ocorrido e disse que está tão supreso quanto todas as outras pessoas. Seddique disse que seu filho não foi motivado...

923 0

Seddique Matten, pai de Omar Matteen, publicou um vídeo em seu Facebook lamentando o ocorrido e disse que está tão supreso quanto todas as outras pessoas. Seddique disse que seu filho não foi motivado por radicalismo religioso e que não aparentava estar agitado ou nervoso no dia anterior ao maior massacre nos EUA desde os 11 de setembro

Por Redação

O pai de Omar Mateen, atirador que matou 49 pessoas que estavam em uma boate gay em Orlando (EUA), publicou um vídeo em sua página do Facebook expressando sua tristeza com o ocorrido. Seddique Matten, é comentarista político de uma televisão afegã e até já foi candidato à Presidência do Afeganistão.

No vídeo o pai diz que “só cabe a Deus julgar os homossexuais e não seus servidores”.

“Cabe a Deus julgar os homossexuais pelos seus atos, e não aos seus servidores. Estou entristecido por esta notícia. Que Deus guie a juventude e a permita seguir o verdadeiro Islã”, disse Seddique Matten. As informações são do jornal O Globo.

Em uma entrevista ao jornal americano The Washington Post, Seddique disse que seu filho não foi motivado por radicalismo religioso e que não aparentava estar agitado ou nervoso no dia anterior ao maior massacre nos EUA desde os 11 de setembro. “Nenhum radicalismo, não. Ele nem tinha barba… Eu não acho que religião ou Islamismo tiveram nada a ver com isso”, disse o pai.

Foto de capa: Reprodução/ Facebook



No artigo

x