GCM de Mogi das Cruzes agride grafiteiros que já estavam rendidos

Um agente da GCM acertou um soco no nariz de um dos artistas que já estava sentado e algemado.

2588 0

Um dos guardas acertou um soco no nariz de um dos artistas que já estava sentado e algemado; outro foi sufocado e arrastado para uma ambulância já desmaiado. Pouco antes eles pintavam o muro de um parque a convite da prefeitura

Por Redação*

Alguns grafiteiros foram convidados pela prefeitura de Mogi das Cruzes (SP) para pintar os muros atrás de uma arquibancada do parque de skate da cidade, o Mogi Skate Park, no último domingo (12), durante um campeonato.

Depois que concluíram o trabalho, eles decidiram continuar a pintar em um outro muro, este particular, quando foram interpelados pela Guarda Civil Municipal. Os agentes prenderam quatro grafiteiros que participaram da ação. Outros que não haviam sido autuados começaram a gravar a movimentação dos agentes.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, é possível ver que, em nenhum momento, os artistas reagem à prisão. Mesmo assim, eles são agredidos pelos guardas. “Eles não são bandidos, não precisa algemar”, diziam os amigos que estavam filmando.

Em outro momento, João Ricardo Vieira Santos, o Jaum, é sufocado e atingido por spray de pimenta. Jaum desmaiou e, segundo declarações dos presentes, foi arrastado desacordado até uma viatura do Samu.

Um outro artista, identificado apenas como Samuel, foi agredido com um soco enquanto estava sentado e algemado. Ele teve o nariz quebrado. Os dois foram levados para um hospital da cidade e depois para o 1º Distrito Policial, onde Igor e Markus, os outros dois grafiteiros detidos, já estavam.

Os quatro grafiteiros continuam presos e foram feitas acusações de resistência à prisão, desacato, desobediência, danos e porte de drogas. Segundo a esposa de Jaum, Walkiria Chavedar, apenas um deles possuía um cigarro de maconha.

A Secretaria de Segurança Pública da cidade afirmou que os grafiteiros haviam depredado as viaturas da GCM e furtado a chave de uma moto. Nenhum deles ainda teria sido atendido por um juiz, procedimento comum no caso de uma prisão em flagrante.

*Com Informações da Vice

 



No artigo

x