Serra é citado em acordo de delação premiada da OAS

Chanceler do governo interino de Michel Temer é acusado de se beneficiar em esquema de financiamento ilícito para campanha eleitoral.

2312 0

Chanceler do governo interino de Michel Temer é acusado de se beneficiar em esquema de financiamento ilícito para campanha eleitoral

Por Redação

A negociação para firmar acordo de delação premiada da OAS na Lava Jato colocou mais um nome no processo de investigação. Chanceler do governo interino de Michel Temer, José Serra (PSDB) apareceu como beneficiário de financiamento ilícito para campanha eleitoral.

A empresa teria prometido dar mais informações sobre o envolvimento dele e de mais uma centena de políticos com práticas de corrupção, segundo informou a colunista Mônica Bergamo.

Serra ainda pode ter seu nome envolvido em outros escândalos, pois a Odebrecth ficou de dar detalhes sobre uma planilha encontrada durante as investigações. O documento possui uma lista de mais de duzentos políticos que teriam recebido propina da empreiteira. Entre eles, o senador e presidente do PSDB, Aécio Neves.



No artigo

x