Urgente: Líder indígena Guarani Kaiowá é assassinado por fazendeiros no Mato Grosso do Sul

Cloudione Rodrigues Souza foi morto por fazendeiros armados que atiraram em cerca de mil indígenas que estavam reunidos próximo a uma aldeia da etnia; lideranças indígenas seguem desaparecidas Por Redação...

8683 0

Cloudione Rodrigues Souza foi morto por fazendeiros armados que atiraram em cerca de mil indígenas que estavam reunidos próximo a uma aldeia da etnia; lideranças indígenas seguem desaparecidas

Por Redação

Uma liderança indígena dos Guarani Kaiowá do Mato Grosso do Sul foi assassinada na tarde desta terça-feira (14) em uma investida de fazendeiros da região. Cerca de mil índios estavam reunidos próximos a aldeia Te’ Ýikuê, na região de Caarapó, quando foram surpreendidos por cerca de 70 fazendeiros a bordo de caminhonetes

Antes da investida à bala, que tirou a vida do líder Cloudione Rodrigues Souza, os atiradores atearam fogo nas motocicletas da comunidade indígena. De acordo com o Instituto Socioambiental, que fez a denúncia, outras lideranças indígenas seguem desaparecidas.

Souza atuava como agente de saúde indígena na comunidade. A Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, inclusive, divulgou nota de pesar por conta do episódio.

Leia abaixo.

Sesai – Secretaria Especial de Saúde Indígena·Terça, 14 de junho de 2016
A Secretaria Especial de Saúde Indígena do ministério da Saúde (Sesai/MS) manifesta pesar aos familiares do agente de saúde indígena, Cloudione Rodrigues Souza, 26 anos, da etnia guarani-kaiowá, falecido nesta terça-feira (14/6), em decorrência de conflitos étnicos na região de Caarapó, em Mato Grosso do Sul.
O jovem agente foi morto covardemente, por homens armados que atiraram em cerca de mil indígenas, incluindo quatro agentes de saúde indígena, que estavam reunidos no território próximo a aldeia Te’ Ýikuê, quando foram surpreendidos por homens armados, em aproximadamente 60 veículos (camionetes).
Que Deus proteja e conforte todos os povos indígenas e familiares neste momento de dor.

Rodrigo Rodrigues Secretário Especial de Saúde Indígena Ministério da Saúde

Foto: Campanha Guarani

 

 



No artigo

x