Greve nas Estaduais: Alunos da Unesp fazem intervenção artística em frente ao prédio da reitoria

Alunos do Instituto de Artes providenciaram uma série de intervenções ao longo do dia.

1011 0

Alunos do Instituto de Artes providenciaram uma série de intervenções ao longo do dia. A manifestação dos estudantes faz parte das séries de uma série de mobilizações que incluem alunos também da Unicamp (Universidade de Campinas) e da USP (Universidade de São Paulo), que protestam contra precarização do ensino público e a falta de incentivo à permanência estudantil nas estaduais

Por Beatriz Sanz

Cerca de 20 alunos do Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) ocuparam nesta quinta-feira (16) a frente do prédio da reitoria da Universidade, no centro de São Paulo. Os estudantes prepararam diversas intervenções que começaram a ser apresentadas às 7h da manhã. A Polícia Militar acompanhava tudo de perto sem intervir.

instituto_artes_unesp

 

A manifestação dos alunos faz parte das séries de medidas que estão sendo tomadas pelos estudantes para pautarem a greve da Unicamp (Universidade de Campinas) e da USP (Universidade de São Paulo).

No dia anterior (15), alunos, professores e funcionários das três universidades estaduais de São Paulo fizeram uma caminhada que saiu da faculdade de Física da USP, na Zona Oeste da cidade, e foi até o Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul.

acampa_unespA aluna Carla Prandini, 19 anos que estuda teatro na Unesp falou que as greves das três universidades tem como pontos comuns como a precarização do ensino público e a falta de incentivo à permanência estudantil.

“Até 2018, 50% do corpo estudantil vai ser reservado para as cotas sociais e raciais, mas a universidade não aumenta as bolsas, a gente não possui moradia, nem restaurante universitário. Então as pessoas que entram por cotas não tem como permanecer, porque nós estudamos em período integral”, afirmou a estudante.

 

 

Fotos: Beatriz Sanz



No artigo

x