Peemedebistas confirmam trecho de delação de Machado contra Temer

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Michel Temer reassumiu o comando do partido para organizar a distribuição de R$ 40 milhões, depois que nomes importantes da Câmara reclamaram que só senadores eram beneficiados com a propina.

7608 0

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Michel Temer reassumiu o comando do partido para organizar a distribuição de R$ 40 milhões, depois que nomes importantes da Câmara reclamaram que só senadores eram beneficiados com a propina

Por Redação

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, publicada nesta quinta-feira (16), ao menos um ponto da delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado foi confirmado por pessoas ligadas ao PMDB. A fonte afirmou ao jornal que Michel Temer reassumiu o comando do partido para organizar a distribuição de R$ 40 milhões, depois que nomes importantes da Câmara reclamaram que só senadores eram beneficiados com a propina.

Temer retomou o posto à frente da sigla em 2014, quando a Câmara era presidida por Henrique Alves e Eduardo Cunha liderava a bancada. Ainda segundo informações da coluna, o presidente interino, assim que recebeu a notícia de que estava na delação de Machado, teria lamentado a inversão de expectativas, já que a terça-feira (14) estava programada para tentar melhorar os ânimos do governo com a aprovação de sua primeira PEC.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil



No artigo

x