Polícia Federal investiga ligação entre avião de Campos e organização criminosa

Operação deflagrada hoje (21) apura ações do grupo acusado de lavagem de dinheiro, manutenção de empresas fantasmas e de pagamento de propina a políticos Por Redação...

1388 0

Operação deflagrada hoje (21) apura ações do grupo acusado de lavagem de dinheiro, manutenção de empresas fantasmas e de pagamento de propina a políticos

Por Redação

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (21) a Operação Turbulência, que investiga uma organização criminosa acusada de movimentar mais de R$ 600 milhões e de realizar lavagem de dinheiro. A ação, realizada em 16 cidades pernambucanas, apura a ligação do grupo com o avião que caiu em Santos em 2014, matando o ex-governador de Pernambuco e então candidato à presidência Eduardo Campos.

A operação começou, segundo a PF, a partir da análise de movimentações financeiras suspeitas identificadas nas contas de algumas empresas envolvidas na compra da aeronave Cessna Citation PR-AFA, que transportava o político. Foi constatado que essas empresas eram de fachada, usavam nomes de “laranjas”, faziam transações com outras companhias fantasmas, inclusive algumas já investigadas pela Operação Lava Jato.

Parte dos recursos detectados nas contas seria destinada a pagamento de propina a políticos e formação de “caixa dois” de empreiteiras, no mínimo desde o ano de 2010. A Operação Turbulência mobilizou cerca de 200 policiais federais, que dão cumprimento a 60 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão, 22 de condução coercitiva e cinco de prisão preventiva.

Foto de capa: PSB



No artigo

x