STF aceita denúncia e julgará Bolsonaro por apologia ao estupro

O parlamentar havia dito, em 2014, que não estupraria a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) por que ela não “merecia”. A PGR então, acionou o Supremo, que aceitou a denúncia e deve julgar...

4810 0

O parlamentar havia dito, em 2014, que não estupraria a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) por que ela não “merecia”. A PGR então, acionou o Supremo, que aceitou a denúncia e deve julgar o deputado também por injúria

Por Redação

A primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou, na tarde desta terça-feira (21), o julgamento da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) por apologia ao estupro e injúria. O parlamentar deverá responder, agora, pelos dois crimes.

Em dezembro de 2014, Bolsonaro reiterou em entrevista ao ‘Zero Hora’ sua fala no plenário da Câmara de que só não estuprava a deputada Maria do Rosário (PT-RS) por que ela não “merecia”.

“Muito ruim e muito feia”, alegou, na época.

Para a PGR, a fala do deputado configura apologia ao estupro e injúria e, como a colocação se deu em uma entrevista sem relação com sua atividade legislativa, não há o direito de imunidade parlamentar.

O caso está sob a relatoria do ministro Luiz Fux.

 



No artigo

x