Empresário que hostilizou Padilha em restaurante é citado 18 vezes em delação da Lava Jato

O advogado Danilo Amaral, que ironizou gastos com mais médicos e hostilizou o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha em uma churrascaria é sócio de empresa que recebeu 30 milhões em esquema da Petrobras.

5379 0

O advogado Danilo Amaral, que ironizou investimentos com o programa Mais Médicos e hostilizou o ex-ministro da Saúde em uma churrascaria é sócio de empresa que recebeu 30 milhões em esquema da Petrobras, de acordo com delação da família Machado

Por Redação

Em maio de 2015, em uma churrascaria de São Paulo, o empresário Danilo Amaral hostilizou Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde, criticando os investimentos com o programa Mais Médicos. O vídeo foi gravado por uma amigo do advogado e foi parar nas redes sociais.

Ganhando fama pelas ironias e pela performance, Amaral foi procurado por veículos midiáticos e teve sua história e carreira relatadas em algumas publicações. Durante a delação da família de Sérgio Machado – ex-presidente da Transpetro – sobre o pagamento de cerca de R$30 milhões em contratos de prestação de serviços da empresa – pagos em valor acima do mercado para recebimento de recursos ilícitos – Amaral foi citado 18 vezes.

Durante a delação, entretanto, Expedito Machado Neto, filho caçula de Sérgio Machado, afirmou que Danilo Amaral não sabia das transações e não tinha conhecimento da ilegalidade dos contratos. Did, como é conhecido, diz ainda que Amaral ficou desconfortável quando Machado apareceu nas investigações da operação Lava Jato.

Amaral também foi citado na delação do próprio Sérgio Machado, outro envolvido no esquema.

 

 



No artigo

x