Olavo de Carvalho faz com que roteirista de história em quadrinhos seja perseguida: “Abortista”

O “guru” dos ultraconservadores compartilhou uma tirinha fora do contexto e agora roteirista da Turma da Mônica está sendo ameaçada por grupos “anti-feministas” Por Redação...

5251 0

O “guru” dos ultraconservadores compartilhou uma tirinha fora do contexto e agora roteirista da Turma da Mônica está sendo ameaçada por grupos “anti-feministas”

Por Redação

A roteirista Petra Leão está sendo ameaçada e perseguida por um grupo anti-feminista. O motivo? Uma tirinha que ela teria escrito para a HQ “Turma da Mônica Jovem”.

Na edição 94, Mônica afirma que não usará aparelho porque essa decisão cabe somente a ela, usando a célebre frase “meu corpo, minhas regras”. O escritor Olavo de Carvalho, tido como “guru” do ultraconservadorismo no país, porém, compartilhou em sua página no Facebook apenas um trecho descontextualizado da edição, e ainda aproveitou para acusar a personagem de disseminar “um discurso odiento e abortista”.

Também no Facebook, a ONG Artemis, que luta pelo fim da violência pela mulher fez um post defendendo a roteirista, no qual declara: “’Meu corpo minhas regras’ é hoje um grito de guerra feminista, um desabafo contra toda sorte de violências ainda correntes, uma demanda das mulheres pelo mais básico dos direitos: o direito ao corpo.”

As anti-feministas pedem inclusive, a demissão de Petra. A página do Facebook da Turma da Mônica Jovem, porém, já se posicionou em apoio à artista.

Imagem de Capa: Reprodução/ Facebook



No artigo

x