Operação Lava Jato: Polícia Federal prende Lúcio Funaro, aliado de Eduardo Cunha

Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (1), pela Operação Lava Jato, Lucio Funaro, lobista e amigo de Eduardo Cunha (PMDB-RJ); ação também faz buscas em empresa do grupo Friboi.

2052 0

Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (1), pela Operação Lava Jato, Lúcio Funaro, lobista e amigo de Eduardo Cunha (PMDB-RJ); ação também faz buscas em empresa do grupo Friboi

Por Redação

Na manhã desta sexta-feira (1), a Polícia Federal prendeu o lobista Lúcio Funaro e faz busca e apreensão em uma empresa do grupo Friboi, a JBS. A ação da PF se baseou nas delações premiadas de Nelson Mello, ex-executivo do grupo Hypermarcas, e Fábio Cleto, antigo vice-presidente da Caixa Econômica Federal.

Durante depoimento, Cleto confirmou o pagamento de propinas a Eduardo Cunha, presidente afastado da Câmara e réu em duas ações, uma delas pela Operação Lava Jato. Cleto apontou que o parlamentar recebia dinheiro para auxiliar na liberação de verbas do Fundo de Investimento do FGTS (FI-FGTS) com mediação de Lúcio Funaro.

De acordo com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aliados de Cunha teriam apresentado requerimentos de convocação, solicitado documentos e pedido auditorias para pressionar o grupo empresarial Schahin, medida que beneficiaria Lúcio Funaro.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil



No artigo

x