“Sérgio Moro foi treinado nos Estados Unidos pelo FBI”, diz Marilena Chauí

Em vídeo, a filósofa ainda criticou o governo interino de Michel Temer, que, segundo ela, teria como objetivo entregar o pré-sal a empresas norte-americanas, destruindo a economia brasileira e enfraquecendo o Mercosul.

11451 0

Em vídeo, a filósofa ainda criticou o governo interino de Michel Temer, que, segundo ela,  teria como objetivo entregar o pré-sal a empresas norte-americanas, destruindo a economia brasileira e enfraquecendo o Mercosul

Por Redação

A filósofa e professora da Universidade de São Paulo (USP) Marilena Chauí afirmou, em vídeo publicado no último domingo (3), que o juiz federal Sérgio Moro foi treinado pelo FBI (polícia federal estadunidense) para conduzir as investigações da Operação Lava Jato.

Para a intelectual, a operação representa o início da tentativa de enfraquecimento da soberania brasileira. Chauí articulou ainda evidências com base na análise de momentos históricos como o Macartismo, movimento de perseguição a pessoas com ideais comunistas nos Estados Unidos, após a Segunda Grande Guerra.

“Ele recebeu um treinamento que é característico do que o FBI fez no Macartismo, e fez depois do 11 de Setembro, que é a intimidação e a delação”, disse Chauí.

A fala da filósofa também não poupou críticas ao presidente interino Michel Temer e ao ministro das Relações Exteriores, José Serra. Segundo ela, as ações do governo teriam como objetivo entregar o pré-sal a empresas norte-americanas, destruindo a economia brasileira e enfraquecendo o Mercosul.

Foto: Ivone Perez



No artigo

x