Laércio, do BBB, vira réu por estupro

MP do Paraná começou a investigar o tatuador quando ele ainda estava na casa, através de pressão popular.

1255 0

MP do Paraná começou a investigar o tatuador quando ele ainda estava no reality show por conta da repercussão das denúncias contra ele. No inquérito constam uma tentativa de estupro e dois estupros consumados

Por Redação

A Justiça do Paraná acolheu a denúncia do MP (Ministério Público) contra o Ex-BBB Laércio de Moura. Agora ele é réu em um processo de estupro de vulnerável. O caso está correndo em segredo de justiça.

Laércio foi preso no último dia 16 de maio pelo Nucria (Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente Vítimas de Crime). Ele está sendo acusado de ter oferecido e facilitado o acesso de bebidas alcoólicas a menores de idade. Foram apreendidos na casa de Laércio um computador, pen drives e celulares com provas que o incriminam.

No inquérito constam uma tentativa de estupro e dois estupros consumados. Os dois foram em 2012 contra uma mesma menina que, na época, tinha 13 anos. O tatuador oferecia álcool para a garota.

As denúncias contra Laércio começaram nas redes sociais quando ele entrou na casa do “Big Brother Brasil 2016”, da TV Globo.

“A partir do momento que ele apareceu no programa, eles receberam varias denúncias de que ele se relacionava com menores de 14 anos, o que caracteriza o crime de estupro. A lei presume a violência quando o maior de idade se relaciona com uma criança ou um adolescente menor de 14 anos”, explicou a delegada titular do Nucria, Daniela Andrade.

Foto de Capa: Divulgação



No artigo

x