Ouvidoria pede investigação de fotos de PM com machado ameaçando jovem negro

Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo irá apurar a denúncia; os autores, quando identificados, poderão ser processados e expulsos da corporação.

1203 0

Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo irá apurar a denúncia; os autores, quando identificados, poderão ser processados e expulsos da corporação

Por Redação

A equipe da Ponte Jornalismo denunciou à Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo, na última quarta-feira (13), o compartilhamento de fotos de um PM com máscara de palhaço ameaçando um jovem negro com um machado. As imagens estariam circulando entre grupos no WhatsApp.

A Polícia Militar afirmou que o caso representa uma apologia ao crime e que os autores, quando identificados, poderão ser processados e expulsos da corporação. Segundo foi apurado, as imagens teriam sido enviadas do Jaçanã, na Zona Norte da capital paulista.

A Ouvidoria pediu à Corregedoria da PM para apurar a denúncia. As fotos foram compartilhadas com a legenda: “Tem tatuagem de palhaço, mas quando vê um na frente fica com medo”. O palhaço, em tatuagens, é tido como uma referência a pessoas que cometem roubos e matam policiais.

Foto: Divulgação/Ouvidoria das Polícias



No artigo

x