“Miss Estupra”: apologia ao estupro no trote da UFPB será investigado

Comissão de Direitos Humanos da instituição decidiu que os alunos deverão assistir a uma palestra educativa sobre o assunto.

1738 0

Comissão de Direitos Humanos da instituição decidiu que os alunos deverão assistir a uma palestra educativa sobre o assunto

Por Redação

A Comissão de Direitos Humanos da UFPB (Universidade Federal da Paraíba) irá investigar a denúncia de apologia ao estupro no trote de recepção dos calouros. As meninas teriam sido obrigadas a usar uma placa com os dizeres “Miss Estupra”.

O ato teria acontecido dentro do Centro de Tecnologia, no curso de Engenharia Química. A Comissão se reuniu na manhã desta terça-feira (19) com a a direção do CT e com a coordenação do curso e decidiu apurar as informações.

A denúncia foi feita por Estêvão Palitot, um professor do Departamento de Ciências Sociais. Segundo ele, o trote teria acontecido no dia 15.

“A aluna conseguiu pegar a placa e levou para denunciar e provar o acontecimento. Eu fiquei indignado com a situação e resolvi postar o material para que as pessoas se conscientizassem sobre a situação”, afirmou.

O coordenador do curso de Engenharia Química, Alfredo Garnica, por sua vez, disse que o trote do curso aconteceu no dia 18, ou seja, seria posterior à denúncia.

A única decisão prática tomada até agora é a de que os alunos de todos os cursos que compõe o Centro de Tecnologia deverão assistir a uma palestra sobre a cultura do estupro.

Foto de Capa: Reprodução/ Facebook



No artigo

x