Após polêmica, Datafolha revela que 62% dos brasileiros querem novas eleições

Diretor da Folha de S. Paulo se pronunciou após denúncia de fraude em pesquisa; jornalista Glenn Greewald acusou o jornal de mudar os dados para beneficiar o presidente interino Michel Temer.

2312 0

Diretor da Folha de S. Paulo se pronunciou após denúncia de fraude em pesquisa; jornalista Glenn Greewald acusou o jornal de mudar os dados para beneficiar o presidente interino Michel Temer

Por Redação

Em matéria publicada no último dia 17, a Folha de S. Paulo afirmou, com base em números do Datafolha, que apenas 3% da população gostariam de novas eleições e que 50% dos brasileiros apoiavam o governo interino de Michel Temer.

Porém, depois que o jornalista americano Glenn Greewald apontou que, nos números mostrados pelo jornal, a pergunta sobre novas eleições não era uma opção para os entrevistados, o Datafolha revelou a pesquisa completa.

No relatório divulgado pelo instituto, consta a informação de que 62% dos brasileiros apoiam um novo pleito. Alguns petistas, inclusive, acreditam que a presidenta eleita Dilma Rousseff deva se comprometer a pedir as eleições para que seu processo de impeachment seja rejeitado no Senado.

O Datafolha se pronunciou e admitiu que já possuía o dado, mas alegou que não poderia divulgar para não dar a notícia antes da Folha.

Sérgio D’ávilla, o diretor-executivo do jornal, por sua vez, disse que o veículo tem a prerrogativa de decidir qual conteúdo é jornalisticamente mais relevante.

“O resultado da questão sobre a dupla renúncia de Dilma e Temer não nos pareceu especialmente noticioso, por praticamente repetir a tendência de pesquisa anterior e pela mudança no atual cenário político, em que essa possibilidade não é mais levada em conta”, afirmou.

Foto de Capa: Agência Brasil



No artigo

x