Estado Islâmico dá dicas na web de como atacar o Rio durante as Olimpíadas

Por meio do aplicativo Telegram, grupo sugere atentados com uso de venenos, drones com pequenos explosivos e até acidentes de trânsito.

1422 0

Por meio do aplicativo Telegram, grupo sugere atentados com uso de venenos, drones com pequenos explosivos e até acidentes de trânsito

Por Redação

Por meio do aplicativo Telegram, o Estado Islâmico e outros grupos extremistas incentivam seus seguidores a realizarem ataques terroristas no Brasil durante os jogos da Olimpíada, que começam no próximo dia 5.

Nas mensagens, jihadistas sugerem o uso de venenos, drones com pequenos explosivos e até acidentes de trânsito. O bando se comunica em inglês e orienta seguidores a agirem sozinhos. As informações são da consultoria especializada em ações extremistas na internet, SITE Intelligence.

No mês passado, um grupo de apoio ao Estado Islâmico foi criado no Telegram com o nome “Ansar al-Khilafah Brazil”, para ser usado em português.

O relatório do SITE revela conversas entre os integrantes, com dicas para conseguir “vistos, entradas e viagens” para o Brasil, além da compra de armas e o ingresso delas no país pela fronteira com o Paraguai.

Ao governo brasileiro, o SITE recomendou atenção e que as ameaças não sejam ignoradas, uma vez que o EI tem apresentado êxito em ataques dos chamados “lobos solitários”, como o atentado em Orlando, Nice e em um trem na Alemanha.

Foto: Reprodução



No artigo

x