Maquiadora conta detalhes sobre assédio sexual que teria sofrido por Donald Trump

Em entrevista ao The Guardian, Jill Harth afirmou ter sido abusada pelo candidato à presidência dos Estados Unidos durante uma festa em 1993.

1544 0

Em entrevista ao The Guardian, Jill Harth afirmou ter sido abusada pelo candidato à presidência dos Estados Unidos durante uma festa em 1993

Por Redação

Em entrevista ao The Guardian, a maquiadora Jill Harth deu detalhes sobre o assédio sexual e a tentativa de estupro que contou ter sofrido por Donald Trump. Ela disse que o caso aconteceu em 1993, durante uma festa de negócios na mansão do magnata.

O candidato à presidência dos Estados Unidos teria seguido e encurralado Jill no quarto de sua filha e passado a mão pelo corpo da maquiadora, tentando tirar o vestido dela. Segundo o relato dado ao jornal, o que ocorreu“foi um choque”, pois seu companheiro estava com outras pessoas no cômodo ao lado, em reunião.

A entrevista foi publicada no dia seguinte à confirmação da candidatura de Trump para a Casa Branca, durante a convenção do partido republicano. Jill veio a público após o político afirmar, em maio desse ano, que as declarações dela não tinham mérito. A filha Ivanka Trump chegou defender o pai. Na época, ela tinha 10 anos de idade.

A campanha de Donald Trump tentou convencer Jill a retirar a queixa e desmentir sua história após a retomada da acusação pelo The New York Times, alegando que a denúncia seria “absurda”.

Foto: Kevin T. Gilbert



No artigo

x