Erundina: “Marta traiu. É inaceitável o que ela fez”

A deputada federal e pré-candidata à prefeitura de São Paulo, Luiza Erundina, afirmou que Marta Suplicy traiu PT se filiando ao PMDB.

3629 0

Para a pré-candidata à prefeitura de São Paulo, todas as ações de Marta Suplicy estão direcionadas ao seu “interesse em um dia ser presidenta”

Por Redação

A deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP) disse nesta quinta-feira (21), em entrevista para o Diário Centro do Mundo, que a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) teria traído o PT ao deixar a legenda para se filiar “ao PMDB do Cunha, do Renan e do Temer”. A parlamentar apontou ainda que as ações da ex-prefeita estão direcionadas ao seu interesse em ser presidenta.

“Marta queria ser presidente e ainda sonha em ser presidente”, afirmou.

A pré-candidata falou ainda sobre a atual gestão da capital paulista, do prefeito Fernando Haddad, apontando-a como conservadora.

“Ele conseguiu uma boa negociação na dívida da cidade, mas tem que ir além”.

Sobre a disputa da presidência na Câmara, Erundina apontou que vem ensaiando, junto ao partido, mudanças para buscar votar a reforma política.

“Como é difícil aprovar uma reforma política, vamos ensaiando uma mudança dentro das nossas condições, sem ter que arcar com a maioria esmagadora do centrão e os remendos na legislação eleitoral mais distorcem do que corrigem”.

Erundina está em terceiro lugar na pesquisa do Ibope de intenções de voto para a prefeitura de São Paulo, atrás de Celso Russomano e Marta Suplicy.

Foto: Sérgio Lima



No artigo

x