De novo nas ruas: Pouco tempo após ser preso em manifestação, Suplicy vai a protesto de mulheres

“Estou entre as mulheres e sou solidário a elas”, disse o ex-senador há pouco na Marcha das Mulheres Negras, realizada no Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha. Mais cedo, Suplicy foi...

4744 0

“Estou entre as mulheres e sou solidário a elas”, disse o ex-senador há pouco na Marcha das Mulheres Negras, realizada no Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha. Mais cedo, Suplicy foi detido por policiais ao participar de uma manifestação em uma reintegração de posse. Assista

Por Redação, com informações da repórter Beatriz Sanz

Não é de hoje que o ex-senador Eduardo Suplicy (PT) é conhecido por sua militância ativa nas ruas pela defesa dos direitos humanos. Nesta segunda-feira (25), o agora candidato a vereador pela capital paulista, apesar da idade, mostrou mais uma vez que tem energia para gastar nas ruas. Pouco tempo após ser detido ao participar de uma manifestação durante uma ação de reintegração de posse, na zona oeste, Suplicy foi visto na Marcha das Mulheres Negras, na região central da capital.

“Estou entre as mulheres e sou solidário a elas”, afirmou à Fórum o petista.

Ele contou também que, pela manhã, resolveu acompanhar a ação de reintegração de posse pois temia a truculência da Polícia Militar contra os moradores. Foi por isso que ele se deitou no chão.

Pelo Facebook, o ex-senador postou um vídeo agradecendo pela solidariedade prestada a ele hoje após o episódio.

A Marcha das Mulheres Negras, realizada no Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha, começou no final da tarde com concentração na praça Roosevelt, na região central, e seguiu para o Largo do Paissandu, também no centro da capital.

Foto: Ivan Longo

 



No artigo

x