“Em duas semanas, Rio de Janeiro registrou 508 tiroteios”, diz Anistia Internacional

Aplicativo lançado pela ONG recebe notificações de tiroteios e violência armada na região metropolitana do Rio de Janeiro.

1481 0

Aplicativo lançado pela ONG recebe notificações de tiroteios e violência armada na região metropolitana do Rio de Janeiro

Por Matheus Moreira

O aplicativo ‘Fogo Cruzado’, da ONG Anistia Internacional, é uma plataforma que tem como objetivo criar um banco de dados sobre “tiroteios e violência armada na região metropolitana do Rio de Janeiro”. Lançada em 5 de julho, a iniciativa já registrou 508 tiroteios na região, 40 deles com uma ou mais vítimas fatais.

Semanalmente, o site do projeto publica relatórios com base nos dados coletados pelo aplicativo, bem como em boletins da Polícia Militar do Rio de Janeiro e em canais de imprensa.

No entanto, o levantamento mostra que as informações fornecidas pela PM e as colhidas na plataforma são bastante distintas. Entre os dias 5 e 13 de julho, o ‘Fogo Cruzado’ recebeu 265 notificações gerais, dentre as quais 24 tiveram vítimas fatais e 51 foram registradas como ocorrência policial. A região mais atingida foi Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, com 25 notificações.

fogocruzado_notificacoes_POST_s01-4

Em comparação, no mesmo período, os veículos de imprensa e a Polícia Militar registraram em boletins, juntos, 30 notificações com oito vítimas fatais, e oito operações policiais.

Na semana seguinte, entre 13 e 19 de julho, o relatório apontou uma pequena diminuição nos casos notificados e nas vítimas fatais, que ficaram em 243 e 16, respectivamente.

“Todas as notificações enviadas por usuários são moderadas antes da postagem no mapa online”, garante o documento. Ao final, 23% das denúncias foram descartadas por falta de provas.

fogocruzado_relatorio_notificacoes_1000x1500_JULHO_s02



No artigo

x