MBL volta atrás e desiste de organizar ato do dia 31 de julho

Em uma nota publicada no Facebook, o movimento diz que têm recebido críticas a respeito da data. “Temos recebido frequentes mensagens com reclamações sobre a data – por ser volta das férias escolares e...

1944 0

Em uma nota publicada no Facebook, o movimento diz que têm recebido críticas a respeito da data. “Temos recebido frequentes mensagens com reclamações sobre a data – por ser volta das férias escolares e por coincidir com manifestação marcada por grupos petistas”. No mesmo dia acontece mobilização nacional contra o golpe convocada pela Frente Povo Sem Medo 

Por Redação

O Movimento Brasil Livre (MBL) voltou atrás do que tinha prometido e desistiu de organizar as manifestações a favor do impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff que estavam marcadas para o próximo domingo (31).

Em uma nota publicada no Facebook, o movimento diz que tem recebido críticas a respeito da data. “Temos recebido frequentes mensagens com reclamações sobre a data – por ser volta das férias escolares e por coincidir com manifestação marcada por grupos petistas”.

No entanto, as manifestações de apoio a Dilma que acontecerão no dia 31 foram marcadas bem depois dos atos pró-impeachment organizados pelo MBL. E não seria a primeira vez que isso aconteceria. No dia 17 de abril, manifestações dos dois lados tomaram as principais cidades do Brasil para acompanhar a votação da admissibilidade do processo de impeachment na Câmara dos Deputados. Não houve nenhum incidente e confronto entre os manifestantes.

Na nota o MBL diz que provavelmente vai organizar o próximo protesto no dia 21 de agosto. “Decidimos focar nossos esforços em atos que serão marcados em datas mais próximas à votação”, dizem.



No artigo

x