Depois de atropelar e matar um adolescente, filho de chefe do Detran é solto

No dia do acidente, Rodrigo Monteiro Sze estava voltando de uma boate às 4h da manhã, conforme contou à polícia, quando perdeu o controle do seu Honda Civic e invadiu uma ilha cercada por...

498 0

No dia do acidente, Rodrigo Monteiro Sze estava voltando de uma boate às 4h da manhã, conforme contou à polícia, quando perdeu o controle do seu Honda Civic e invadiu uma ilha cercada por tartarugas, em uma rua da zona oeste de São Paulo, atingindo o adolescente Lucas Magalhães Ribeiro e a avó do menino, Vera Lúcia Gomes Ribeiro, 66 anos, que segue internada

Por Redação

O estudante universitário Rodrigo Monteiro Sze foi solto na última quarta-feira (27) depois de pagar uma fiança de R$132 mil. Ele é o responsável pelo acidente que matou o adolescente Lucas Magalhães Ribeiro, 16, na bairro da Lapa, zona oeste de São Paulo.

Sze é filho da superintendente do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) da capital, Silvia Monteiro Sze. No dia do acidente o estudante estava voltando de uma boate às 4h da manhã, conforme contou à polícia, quando perdeu o controle do seu Honda Civic e invadiu uma ilha cercada por tartarugas da rua Jasper Negro, atingindo o estudante e a avó do menino, Vera Lúcia Gomes Ribeiro, 66 anos, que segue internada.

Sze confessou que ingeriu bebida alcoólica e que dirigia a 80 km/h em uma rua que o limite é 50 km/h. A polícia realizou o teste do bafômetro e constatou que ele estava alcoolizado, com 0,27 mg/l (miligramas de álcool por litro de sangue), mas o índice é abaixo do que é considerado crime. Para configurar crime de trânsito, a dosagem precisa ser de pelo menos 0,34 mg/l no sangue.



No artigo

x