Ataque de homem-bomba no Paquistão deixa pelo menos 63 mortos em hospital

Por meio de paquistanês ligado ao Taliban, grupo assumiu autoria do atentando no Hospital de Quetta, na cidade homônima, próximo à fronteira com o Afeganistão nesta segunda (8).

468 0

Por meio de paquistanês ligado ao Taliban, grupo dissidente assumiu autoria do atentando no Hospital de Quetta, na cidade homônima, próximo à fronteira com o Afeganistão nesta segunda (8)

Por redação

Um homem-bomba explodiu no Hospital de Quetta, no Paquistão, nesta segunda-feira (8), e matou pelo menos 53 pessoas, de acordo com a Associeted Press (63, segundo alto funcionário do hospital). Dezenas de pessoas ficaram feridas.

A explosão aconteceu quando pelo menos 100 pessoas se reuniam na emergência do hospital, em sua maioria jornalistas e advogados que acompanhavam o corpo de um outro advogado morto a tiros nesta segunda-feira mais cedo.

O primeiro ministro paquistanês, Nawaz Sharif, disse em entrevista para jornal local que “ninguém poderá perturbar a paz da província”. Recentemente, a província de Quetta sofreu um surto de ataques à advogados.



No artigo

x