Homem condenado a 25 anos apresenta TCC para juíza que o permitiu estudar

Lincoln Gonçalves Santos foi condenado por latrocínio e viu nos estudos uma oportunidade de ressocialização.

818 0

Lincoln Gonçalves Santos foi condenado por latrocínio e viu nos estudos uma oportunidade de ressocialização

Por Redação

Hoje com 32 anos, Lincoln Gonçalves Santos se formou em Direito e passou no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), após receber aval da juíza Denise Helena Schild de Oliveira para que pudesse estudar.

Ele foi preso por latrocínio – roubo seguido de morte – em 2005 e condenado a 25 anos de detenção. No último mês, ao concluir o curso em São José (SC), convidou a magistrada para avaliação de seu TCC (trabalho de conclusão de curso).

Em sua rotina, Gonçalves saia às 6h e voltava às 13h para o presídio. Durante a permanência na faculdade, ele conta que teve apenas dois amigos. O restante da classe manteve distância após saber de sua pena.

Em 2012, ele começou a fazer o TCC e recebeu liberdade provisória. Trabalhando com uma tia e elaborando seu trabalho sobre Direitos Humanos, Lincoln decidiu ir pessoalmente convidar a juíza para sua banca e ela aceitou.

Lincoln foi aprovado com nota dez e agora pretende fazer mestrado. O advogado quer auxiliar outros detentos que tenham interesse em estudar.

Foto: Matthias Müller



No artigo

x