Morre soldado da Força Nacional baleado no Rio de Janeiro

Hélio Andrade e outros dois soldados foram recebidos a tiros ao errarem acesso à linha vermelha e entrarem na Vila do João, no Complexo da Maré.

733 0

Hélio Andrade e outros dois soldados foram recebidos a tiros ao errarem acesso à linha vermelha e entrarem na Vila do João, no Complexo da Maré

Por Matheus Moreira

O policial militar Hélio Andrade, recebido a tiros na entrada da Vila do João, uma das favelas do Complexo da Maré dominadas pelo tráfico no Rio de Janeiro, foi baleado e levado ao hospital, onde morreu na noite desta quinta-feira (11).

A equipe da Força Nacional errou acesso à linha vermelha e entrou na vila na tarde de quarta-feira (10). Eram três soldados ao todo. Com o ataque ao carro da corporação, um deles ficou ferido, outro não teve lesões e Hélio foi alvejado na cabeça.

O soldado tinha 35 anos e estava trabalhando pela segunda vez em um megaevento na capital carioca. A sua primeira experiência foi em 2014. Cerca de 6 mil agentes da Força Nacional, de vários estados, foram enviados ao Rio para reforçar a segurança durante os Jogos Olímpicos.



No artigo

x