Suplicy participa de “deitaço” contra impeachment e lembra prisão em julho

Na tarde deste domingo (14), o candidato a vereador em São Paulo se deitou com manifestantes contrários ao processo de impeachment na Avenida Paulista e lembrou sua prisão.

828 0

Na tarde deste domingo (14), o candidato a vereador em São Paulo se deitou com manifestantes contrários ao processo de impeachment na avenida Paulista e lembrou sua prisão

Por Redação

Na tarde do último domingo, Eduardo Suplicy (PT), candidato a vereador em São Paulo, se reuniu com manifestantes contrários ao golpe parlamentar e processo de impeachment instaurados contra a presidenta Dilma Rousseff e participou de um “deitaço” na avenida símbolo da cidade.

O economista e político foi convidado pelo coletivo Domingos Contra o Golpe para discursar para os presentes. Suplicy comentou a situação delicada da política brasileira e convidou a todos a se deitarem no chão como forma de protesto pacifico.

A manifestação proposta por Suplicy lembrou sua prisão em julho durante uma reintegração de posse na zona oeste da cidade. Na ocasião, o político se deitou no chão e foi preso por policiais por “tumultuar uma reintegração de posse”, de acordo com nota assinada pela secretaria de Segurança Pública. O político comentou, ao sair da delegacia, que se deitou no chão para “impedir uma cena de violência incontrolável” entre manifestantes e a polícia.

Foto: Reprodução



No artigo

x