Delação da Odebrecht chega a Marta Suplicy

De acordo com depoimento dado por executivos da empreiteira, candidata à prefeitura de São Paulo teria recebido R$ 500 mil via caixa dois quando concorria ao Senado em 2010.

1568 0

De acordo com depoimento dado por executivos da empreiteira, candidata à prefeitura de São Paulo teria recebido R$ 500 mil via caixa dois quando concorria ao Senado em 2010

Por Redação

Depois de citar o ministro das Relações Exteriores, José Serra, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o presidente interino, Michel Temer, em depoimento para a Operação Lava Jato, a delação premiada da Odebrecht chega à candidata à prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy (PMDB).

Segundo executivos da construtora, Marta teria recebido, em 2010, quando concorria ao Senado, a quantia de R$ 500 mil via caixa dois, hoje correspondente a cerca de R$ 757 mil.

A peemedebista negou ter se beneficiado com qualquer repasse da Odebrecht e afirmou que a prestação de contas de 2010 não inclui nenhum valor doado pela empreiteira.

Naquele ano, Marta se elegeu senadora por São Paulo pelo PT, com 22% dos votos. Depois, se desligou do partido ao romper com a presidenta Dilma Rousseff.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado



No artigo

x