Ex-senador Valmir Amaral acusa Padilha de cobrança de propina e manda recado para Temer

Amaral afirma que ministro-chefe da Casa Civil do governo interino recebeu R$ 200 mil em propina quando comandava Ministério dos Transportes. Em entrevista, ele diz a Temer: "Tira esse ladrão do seu lado"; assista.

3582 0

Amaral afirma que ministro-chefe da Casa Civil do governo interino recebeu R$ 200 mil em propina quando comandava Ministério dos Transportes. Em entrevista, ele diz a Temer: “Tira esse ladrão do seu lado”; assista

Por Redação

O ex-senador Valmir Amaral, em entrevista coletiva, acusou o ex-ministro dos Transportes e atual ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, de cobrar propina de seu pai, já falecido, Delmo Amaral.

A família era dona de uma empresa de ônibus que decretou falência. De acordo com o ex-senador, Padilha teria recebido cerca de R$ 200 mil e, depois de ter o dinheiro em mãos, tirou a linha de ônibus da companhia de uma licitação.

Valmir afirma que tem sido perseguido e pede ao presidente interino Michel Temer que exclua Padilha de sua lista de aliados no governo.

“Tira esse ladrão do seu lado, presidente! O chefe da Casa Civil é ladrãozão. Pegou R$ 200 mil do meu pai quando era ministro dos Transportes […] dinheiro foi entregue em uma caixa. […] Você pega o Diário Oficial, ele colocou uma linha da empresa na licitação e depois que meu pai pagou ele tirou a linha da licitação”, disse.

Valmir Amaral enfrenta uma série de dificuldades no momento.  A casa do político, que ocupa uma área de 19 mil m² em uma área nobre de Brasília, foi demolida, cumprindo decisão judicial. Além disso, o pai dele foi condenado a pagar R$ 1 milhão por dano ambiental, mas, após morrer, deixou a dívida para os filhos.

Veja o vídeo:

Foto: Pedro França / Agência Senado



No artigo

x