Delegado da PF que indiciou Lula era cabo eleitoral de Aécio Neves

Na internet, Márcio Anselmo costumava fazer uma série de comentários negativos a respeito do ex-presidente e do PT.

7018 0

Na internet, Márcio Anselmo costumava fazer uma série de comentários negativos a respeito do ex-presidente e do PT

Por Redação

O delegado da Polícia Federal, Márcio Anselmo, que indiciou nesta sexta-feira (26) o ex-presidente Lula e sua esposa Marisa Letícia no inquérito da Lava Jato que investiga o triplex no Guarujá, litoral de São Paulo, atuou fortemente como cabo eleitoral de Aécio Neves (PSDB) durante as eleições de 2014.

Segundo uma matéria feita pelo jornal O Estado de S.Paulo em novembro de 2014, Anselmo chamou o ex-presidente de “anta” e fazia diversos comentários contra Lula e o PT.

“Alguém segura essa anta, por favor”, disse o delegado em uma “notícia” cujo título era: “Lula compara o PT a Jesus Cristo”.

Leia também:  Projeto “10 medidas contra a corrupção” é duramente criticado por advogados

Anselmo também fez comentários contra o exercício pleno de defesa de Lula ao pedir um habeas corpus ao STF.

“Vamos ver agora se o STF aguenta ou se vai danieldantar”, em referência ao banqueiro Daniel Dantas, que foi solto pelo Supremo.

“O que é ser homem sério e de respeito? Depende da concepção de cada um. Para Lula realmente Aécio não deve ser”, escreveu o delegado Márcio Anselmo em um post de uma notícia em que Lula disse que Aécio não era “homem sério e de respeito”.



No artigo

x