Em 2014, Flávio Bolsonaro debochou quando Dilma passou mal em debate

Candidato a prefeito do Rio de Janeiro abandonou o debate da Band ao dizer ter sofrido uma queda de pressão, mas ironizou quando Dilma se sentiu mal ao vivo: "sua única saída será desmaiar".

3543 0

Candidato a prefeito do Rio de Janeiro abandonou o debate da Band ao dizer ter sofrido uma queda de pressão, mas ironizou quando Dilma se sentiu mal ao vivo: “sua única saída será desmaiar”

Por Redação

O candidato a prefeito do Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSC) precisou deixar o debate realizado na TV Bandeirantes, ontem (25) à noite, após passar mal ao vivo. Ele disse ter tido uma queda de pressão, não respondeu uma das perguntas e abandonou o local.

A também candidata Jandira Feghali (PCdoB), que é médica, se ofereceu para prestar socorro, mas foi impedida pelo pai de Flávio, Jair Bolsonaro. “A solidariedade não faz parte desse grupo fascista”, protestou a deputada.

Com a repercussão do caso, internautas resgataram uma publicação feita pelo político em 2014, quando a presidenta Dilma Rousseff disputava a reeleição e não se sentiu bem depois de um debate no SBT.

Na ocasião, a própria repórter que a entrevistava a segurou e a acompanhou até uma cadeira. No Twitter, Flávio debochou da situação e escreveu: “Dilma está levando uma surra moral de Aécio no debate, sua única saída será desmaiar”.



No artigo

x