Verissimo: Teve cara de golpe, cheiro de golpe e penteado de golpe

Escritor ironiza quem protesta contra a palavra golpe e levanta questões importantes: "Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o...

4613 0

Escritor ironiza quem protesta contra a palavra golpe e levanta questões importantes: “Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o Getúlio Vargas?”

Por Brasil 247

Em artigo publicado neste domingo, o escritor Luis Fernando Verissimo ironizou quem protesta contra o uso da palavra golpe para definir o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“Teve cara de golpe, cheiro de golpe, penteado de golpe, mas há controvérsias”, escreveu.

Verissimo também levantou questões importantes. “Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o Getúlio Vargas?”, questionou.

Ele disse ainda que Michel Temer escreveu uma cartinha dizendo-se decorativo e ganhou de presente um país inteiro.

Leia o texto na íntegra aqui.



No artigo

x