Coronel da PM faz piada com jovem que perdeu a visão em protesto

Henrique Motta, responsável pela atuação da Polícia Militar em São Paulo durante as manifestações, afirmou que a perda da visão foi culpa da própria estudante: "quem planta rabanete colhe rabanete".

1583 0

Henrique Motta, responsável pela atuação da Polícia Militar em São Paulo durante as manifestações, afirmou que a perda da visão foi culpa da própria estudante: “quem planta rabanete colhe rabanete”

Por Redação

Em seu perfil no Facebook, o tenente-coronel Henrique Motta fez piada com a situação da estudante Deborah Fabri, que perdeu a visão do olho esquerdo ao ser atingida por estilhaços de bomba durante uma manifestação contra o presidente Michel Temer e o impeachment de Dilma Rousseff no último dia 31.

Motta comandou operações durante protestos em diversas ocasiões na cidade de São Paulo. Na rede social, ele compartilhou uma postagem sugerindo que a culpa da perda da visão era da própria estudante. E, para justificar seu posicionamento, divulgou uma publicação de 2015 atribuída a Deborah, que dizia que era “a favor de qualquer ato de qualquer destruição em protesto de cunho político que tenha objetivos sólidos”.

Em nota conjunta, a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Polícia Militar afirmaram que a postagem de Motta não interfere na atuação técnica do oficial, que apresenta um trabalho “que tem se mostrado isento e imparcial”.

hugopm



No artigo

x