Repórter usa gif de sua transmissão em protesto para denunciar abuso policial

Durante transmissão da Rede Tvt, um policial militar aparece jogando bomba de gás discretamente no chão para incitar confusão durante manifestação.

3014 0

Durante transmissão da Rede TVT, um policial militar, ao fundo, aparece jogando bomba de gás lacrimogêneo discretamente no chão para incitar confusão durante manifestação. Corregedoria da PM não tem ciência do caso, que aconteceu em janeiro deste ano. “Qual a necessidade? Estávamos fazendo tumulto? Depredando alguma coisa? Provocando algum policial? Muitos são realmente bandidos fardados”, desabafou o repórter

Por Matheus Moreira

Na última semana, com uma série de protestos contra o golpe e o presidente empossado Michel Temer, bem como a explícita truculência e violência da polícia militar contra manifestantes, uma série de denúncias tomaram as redes. Entre elas, um vídeo, recorte de uma transmissão da Rede TVT, viralizou ao exibir um policial militar incitando confusão durante uma manifestação, em janeiro deste ano.

No GIF que corre as redes sociais, o policial militar utiliza uma bomba de gás lacrimogêneo para começar uma correria. Discretamente, o policial joga a bomba rente ao chão a uma boa distância da viatura, disfarçando. O GIF – sequência de imagens feita a partir de frames de vídeo – foi enviado pela reportagem da Fórum para a Corregedoria da Polícia Militar com questionamentos sobre a ciência do órgão a respeito do incidente.

Em seu depoimento, o repórter que aparece no vídeo, Jô Miyagui, afirma que é a “prova viva de que alguns integrantes da Polícia Militar são sádicos e mal preparados”. O jornalista diz ainda que os policiais, diversas vezes, são os responsáveis pela confusão, e conclui: “Qual a necessidade? Estávamos fazendo tumulto? Depredando alguma coisa? Provocando algum policial? Muitos são realmente bandidos fardados”.

A resposta do Centro de Comunicação Social da Poliícia Militar foi protocolar e não respondeu aos questionamentos da reportagem, se reservando a expressar, apenas que “a Polícia Militar esclarece que imagens serão objeto de análise quanto às circunstâncias”.

Veja o gif:

Foto: reprodução facebook



No artigo

x