Aquarius fica fora da disputa pelo Oscar e diretor desabafa: “Ano difícil”

Profissionais do ramo veem retaliação do Ministério da Cultura depois que equipe de Aquarius promoveu protesto contra o impeachment. Escolhido para concorrer à vaga pelo Brasil foi Pequeno Segredo, de David Schurmann.

1393 0

Profissionais do ramo veem retaliação do Ministério da Cultura depois que equipe de Aquarius promoveu protesto contra o impeachment. Escolhido para concorrer à vaga pelo Brasil foi Pequeno Segredo, de David Schurmann 

Por Redação

O cineasta Kleber Mendonça, que está em Toronto (Canadá) para divulgar Aquarius, reagiu sem grandes surpresas ao saber que o longa-metragem está fora da disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro. Após reunião da comissão formada pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, o escolhido para concorrer à vaga pelo Brasil foi Pequeno Segredo, de David Schurmann.

A decisão foi divulgada ontem (12) à tarde e já está sendo criticada por profissionais do meio, que acusam o MinC de agir com retaliação após a equipe de Aquarius promover um protesto contra o impeachment de Dilma Rousseff em Cannes (França) em maio deste ano. A diretora Anna Muylaert, de Que Horas ela Volta, usou as redes sociais para manifestar sua opinião sobre o assunto.

Segundo ela, a produção escolhida é “um filme que ninguém viu”. “O que esperar do futuro? Que os amigos de Michel Temer sejam daqui pra frente os grandes autores do cinema brasileiro – independentemente de sua qualidade ou mesmo de sua representatividade junto ao público? A resposta é triste e é: provavelmente sim”, escreveu.

Em um post no Facebook, Kleber Mendonça destacou o prestígio internacional alcançado por Aquarius, que, para ele, “já faz parte da cultura e desse tempo, num ano difícil no nosso país”. Confira abaixo o texto na íntegra.



No artigo

x