Lula volta a divulgar documentos para desmontar tese do MPF

O ex-presidente foi denunciado pelo Ministério Público Federal nesta quarta-feira (14) por, supostamente, ter recebido vantagens ilícitas em um apartamento no Guarujá Por Redação...

1521 0

O ex-presidente foi denunciado pelo Ministério Público Federal nesta quarta-feira (14) por, supostamente, ter recebido vantagens ilícitas em um apartamento no Guarujá

Por Redação

O ex-presidente Lula voltou a postar em seu perfil oficial do Facebook, no final da tarde desta quarta-feira (14), uma nota escrita em janeiro pelo Instituto Lula chamada “Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa”, em que ele nega que seja dono de um triplex no Guarujá, litoral de São Paulo.

Lula disse que esteve apenas uma vez no edifício e que jamais dormiu uma noite no apartamento.

“Desde 30 de janeiro de 2016, Lula tornou públicos os documentos que PROVAM que ele não é o dono de nenhum apartamento no Guarujá. Lula esteve apenas uma vez no edifício, quando sua família avaliava comprar o imóvel. Jamais foi proprietário dele ou sequer dormiu uma noite no suposto apartamento que a Lava-Jato desesperadamente tenta atribuir ao ex-presidente”, diz a nota.

Leia a nota do instituto: Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa

A denúncia do MPF também inclui os nomes da ex-primeira dama Marisa Letícia, do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, e do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro. Os outros quatro denunciados são pessoas ligadas à empreiteira: Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Paulo Roberto Valente Gordilho, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira.



No artigo

x