Após ter vídeo íntimo compartilhado na internet, italiana comete suicídio

Tiziana Cantone já havia entrado com processo para mudar de sobrenome e se mudado para outra cidade para fugir do assédio depois que a gravação foi replicada por mais de 100 mil sites.

4225 0

Tiziana Cantone já havia entrado com processo para trocar de sobrenome e se mudado para outra cidade para fugir do assédio depois que a gravação foi replicada por mais de 100 mil sites

Por Redação

Tiziana Cantone, de 31 anos, teve um vídeo íntimo viralizado na internet. Após ser repassado a amigos, acabou sendo replicado por mais de 100 mil páginas. Ela perdeu o emprego, tentou mudar de cidade e de sobrenome, pediu na Justiça que a gravação fosse removida de sites de pornografia e também do Facebook.

Cantone ainda teve que pagar cerca de 20 mil euros a algumas páginas que haviam sido condenadas no caso. Ao final, a Justiça entendeu que ela estava consciente da gravação e por isso deveria ser responsabilizada. A decisão é de 8 de agosto e foi determinada pela juíza Monica Marazzo.

Depois de entrar em um processo de depressão profunda, Cantone se matou. O corpo foi encontrado nessa semana por uma tia em casa.

O procurador Francesco Greco e a procuradora-substituta Rossana Esposito, de Nápoles, abrirão investigação para apurar crime de instigação ao suicídio e violação de privacidade.

Com a repercussão, o comissário de privacidade online, Antonello Soro, comentou o episódio e disse que o momento requer investimento em educação digital, busca por maior respeito e uma cultura de sensibilidade das pessoas na rede.

Foto: Reprodução/Corriere del Mezzogiorno



No artigo