Prefeito elogiado por esposa durante processo de impeachment na Câmara está foragido

Ruy Muniz está foragido. Sua esposa, deputada Raquel Muniz, o elogiou no Senado ao votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff.

2449 0

Ruy Muniz teve sua segunda prisão decretada nesse ano e está foragido. Ele já havia sido afastado do cargo. Sua esposa, deputada Raquel Muniz (PSD-MG), o elogiou em um discurso “contra a corrupção” na Câmara ao votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff

Por Matheus Moreira

A Operação Tolerância Zero, da Polícia Civil e Ministério Público Federal, foi deflagrada nesta quinta-feira (15) e um dos seus alvos é o prefeito afastado do município de Montes Claros, em Minas Gerais. Ruy Muniz (PSB) teve seu segundo pedido de prisão decretado esse ano e está foragido. Ele havia sido afastado da função por envolvimento em desvio de verbas públicas.

Sua esposa, a deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG), durante a sessão na Câmara que optou pelo impeachment de Dilma Rousseff, elogiou o marido durante seu pronunciamento antes de declarar o voto favorável ao afastamento da presidenta eleita.

Raquel também é citada no escândalo investigado pela Polícia Civil, que declarou seu esposo foragido nesta quinta-feira (15). Ruy Muniz e sua esposa constam como avalistas no contrato de compra e venda de um imóvel avaliado em R$ 2 milhões, no bairro de Ibituruna. O comprador do imóvel é o filho do casal, Ruy Gabriel Muniz.

O imóvel seria parte do esquema de lavagem de dinheiro promovido pelo prefeito afastado. A polícia ainda encontrou documentos com timbre da prefeitura de Montes Carlos, entre eles contratos de compra e venda e nota promissória, no valor de R$ 1,5 milhões.

Foto: Reprodução/Brasil 247



No artigo

x