Nova fase da Operação Lava Jato prende Antonio Palocci

Em campanha por Duarte Nogueira (PSDB), adversário político de Palocci em Ribeirão Preto (SP), ministro da Justiça Alexandre de Moraes antecipou ontem (25) o que estaria pela frente: "Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim".

962 0

Em campanha por Duarte Nogueira (PSDB), adversário político de Palocci em Ribeirão Preto (SP), ministro da Justiça Alexandre de Moraes antecipou ontem (25) o que estaria pela frente: “Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim”

Por Redação

O ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci foi preso em São Paulo nesta segunda-feira (26), na 35ª fase da Operação Lava Jato. Estão sendo cumpridos 45 ordens judiciais, sendo 27 mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e 15 de condução coercitiva.

A ação é realizada no Distrito Federal e em seis estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A investigação apura a relação entre o ex-ministro com a empreiteira Odebrecht. A acusação é de que Palocci tenha feito negociações ilegais com a empresa envolvendo a Petrobras, o BNDES e o Congresso Nacional, a fim de obter vantagens financeiras.

O ministro da Justiça Alexandre de Moraes chegou a anunciar ontem (25), em campanha por Duarte Nogueira (PSDB), candidato a prefeito em Ribeirão Preto (SP), o que viria da Operação Lava Jato. “Teve a semana passada e esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim”, disse. Nogueira é o principal adversário político de Palocci na cidade e  foi citado na Operação Alba Branca, que investiga fraude na merenda escolar em São Paulo.

Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil



No artigo

x