Agenda do Ministério da Saúde comunica “renúncia” de Temer e faz referência a golpe

Entre os compromissos de Ricardo Barros, estava uma reunião de "ministros da base aliada do golpe"; ainda não se sabe a autoria da publicação.

1165 0

Entre os compromissos de Ricardo Barros, estava uma reunião de “ministros da base aliada do golpe”; ainda não se sabe a autoria da publicação

Por Redação

Na manhã desta terça-feira (27), o site do Ministério da Saúde apareceu com protestos contra o governo de Michel Temer. Na agenda do ministro, Ricardo Barros, os compromissos faziam referência à “renúncia” de Temer e a uma reunião de “ministros da base aliada do golpe”. A assessoria de imprensa da pasta apura se houve ação de hackers na publicação das informações.

A agenda trazia a frase “19h. Renúncia do (vice) presidente da República #ForaTemer”. Em seguida, “18h00 Reunião com ministros e líderes da base aliada do GOLPE”. O texto já foi retirado do ar. Em agosto, o Twitter da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) já havia publicado uma mensagem ironizando a participação de Temer na abertura das Olimpíadas.



No artigo

x