No interior paulista, candidato a vereador denuncia campanha difamatória de membros da elite local

Candidatura de ecologista para a câmara municipal de São Carlos (SP) despertou ataques na última semana de campanha. Mensagens de membros da elite local no whatsapp tentam relacionar o candidato com crime ambiental e...

1592 0

Candidatura de ecologista para a câmara municipal de São Carlos (SP) despertou ataques na última semana de campanha. Mensagens de membros da elite local no whatsapp tentam relacionar o candidato com crime ambiental e de ser membro do MST

Por Redação

A eleição em São Carlos, interior de São Paulo, segue a tônica conservadora que vem se alastrando no cenário eleitoral brasileiro. O atual prefeito, Paulo Altomani (PSDB), encontra-se empatado tecnicamente com outros dois candidatos em segundo lugar, totalmente desgastado por uma gestão cheia de polêmicas e críticas, como a precarização do transporte e a desatenção ao patrimônio público. O primeiro colocado, Airton Garcia, do PSB, é empresário e tem se promovido nas pesquisas com o mote “São Carlos é coisa boa”, ligando sua imagem ao povo pobre.

Dentro desse tradicional cenário eleitoral interiorano, a candidatura à câmara municipal de Djalma Nery (PSOL), educador popular e permacultor, vem se destacando como uma novidade na cena local. Militante conhecido dos círculos de permacultura brasileiro, ele vem contando com amplo apoio dos setores progressistas da cidade. Sua candidatura voltada aos movimentos de esquerda, na região, no entanto, vem sendo alvo de constantes ataques da elite local.

Um acampamento de luta pela reforma agrária que ocupou o Horto de Itirapina (cidade vizinha à São Carlos), por exemplo, é constantemente associado ao candidato e o mesmo foi alvo de um incêndio controverso no último dia 25/09. Desde então, vem circulando em grupos do Whatsapp, fotos e mensagens que tentam relacionar a campanha de Djalma Nery ao incêndio ocorrido no Horto de Itirapina. Através de uma sequência de fotos descontextualizadas, buscou-se associar a sua candidatura (devido a um apoiador que esteve na ocupação com seu carro adesivado), com o crime ambiental.

Compilado de fotos circulando pelo grupo de whatsapp (Reprodução)
Compilado de fotos circulando pelo grupo de whatsapp (Reprodução)

Também estão sendo produzidas montagens de fotos que afirmam que os acampados estariam matando animais silvestres, encontradas no perfil de um outro candidato a vereador de São Carlos, conhecido por Wander Japa, também aliado ao PSDB, além da própria Alice Altomani, esposa do prefeito Paulo Altomani (PSDB), que também compartilhou em seu perfil pessoal as informações falsas, que atingiram cerca de 2.400 compartilhamentos no Facebook.

Postagem acusando os acampados de matarem animais silvestres usando fotos falsas
Postagem acusando os acampados de matarem animais silvestres usando fotos falsas

No vídeo abaixo, Djalma esclarece as montagens e os ataques que as elites vêm promovendo contra sua candidatura. Assista.



No artigo

x