PT tentou acordo com PSOL e PCdoB na semana das eleições, diz jornal

A intenção era convencer a candidata do PCdoB à Prefeitura do Rio de Janeiro, Jandira Feghali, a apoiar o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, e em troca a candidata do PSOL em SP, Luiza...

1381 0

A intenção era convencer a candidata do PCdoB à Prefeitura do Rio de Janeiro, Jandira Feghali, a apoiar o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, e em troca a candidata do PSOL em SP, Luiza Erundina, desistiria de sua candidatura para apoiar Fernando Haddad.

Por Redação

Na última semana antes do primeiro turno das eleições municipais, alguns integrantes da cúpula do PT tentaram costurar um acordo com o PSOL em São Paulo e com o PCdoB no Rio de Janeiro para tentar beneficiar a campanha de reeleição do prefeito Fernando Haddad (PT) na capital paulista.

A intenção era convencer a candidata do PCdoB à Prefeitura do Rio de Janeiro, Jandira Feghali, a apoiar o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, e em troca a candidata do PSOL em SP, Luiza Erundina, desistiria de sua candidatura para apoiar Fernando Haddad. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo.

A ideia era acertar uma “união das forças de esquerda” para alavancar as candidaturas que estivessem a frente nas pesquisas. A iniciativa foi barrada por interlocutores de Erundina, que rejeitaram qualquer tipo de acordo neste sentido. As conversas no Rio de Janeiro chegaram apenas na direção de campanha de Jandira e não na candidata em si.

O vice de Erundina, Ivan Valente (PSOL), rechaçou essa possibilidade. “A chance é zero. Não há possibilidade de a Erundina deixar a eleição.”

Valente disse ainda que o PT erra ao pensar que haveria uma transferência “automática” de votos de Erundina para Haddad. “Nosso voto é de opinião. E de opinião contrária a muitas coisas das quais o PT fez parte.”



No artigo

x