Com mais de 300 mil votos, Suplicy se elege vereador com recorde histórico de votação

O economista e professor universitário, candidato a vereador pelo PT, em São Paulo, foi o mais votado do Brasil, se elegeu com distancia de mais 190 mil votos do segundo colocado.

3401 0

O economista e professor universitário foi o candidato a vereador mais votado do Brasil. O ex-senador se elegeu com uma distância de mais 190 mil votos do segundo colocado, a maior votação dos últimos 16 anos

Por Redação

Neste domingo (2), os eleitores foram às suas seções eleitorais escolher uma vereadora ou vereador e um prefeito. Entre os cinco vereadores eleitos com maior número de votos no Brasil, três são de São Paulo e dois do Rio de Janeiro.

Em São Paulo e no país todo, o mais votado foi Eduardo Suplicy, do PT, com 300.446 mil votos, uma soma que o distancia do segundo colocado em mais de 190 mil votos – Milton Leite, do DEM, obteve 107.957 votos.

Suplicy tem um histórico de defesa dos direitos humanos e na política já foi vereador, senador, deputado federal e deputado estadual, além de secretário municipal de Direitos Humanos da capital paulista ao longo de mais de um ano durante a gestão de Fernando Haddad. Ontem (2), Eduardo Suplicy se tornou o vereador com mais votos válidos dos últimos 16 anos, a frente do segundo lugar, José Eduardo Cardozo, do PT, por uma diferença de 71.952 mil votos. Cardozo foi eleito em 2000.

Em vídeo publicado na sua página do Facebook, Suplicy agradeceu a população pela votação histórica e deixou um recado que sinaliza o foco da sua atuação a partir de 1º de janeiro: “Nós precisamos instituir no Brasil aqueles instrumentos de política econômica que contribuirão para construirmos um Brasil justo e solidário, para que possamos efetivamente erradicar a pobreza”, concluiu.

Veja o vídeo na integra:

 

Foto: Ivan Longo



No artigo

x